É Melhor Ser Produtor ou Afiliado?

Você provavelmente já viu ou ouviu profissionais na internet apresentando ganhos extraordinários através do mercado de afiliados. 

Tem quem fatura muito como produtor e tem quem fatura muito como afiliado. Quer saber a diferença entre eles e descobrir quem fatura mais? Então, confira!

Índice

Qual a diferença entre Afiliado e Produtor?

Para que não haja dúvidas, se você está caindo de paraquedas e não sabe direito o que é produtor ou afiliado, fica uma explicação bem resumida e direta:

E falando assim parece tudo muito simples, prático e lucrativo..mas não se engane.

O que muitos ignoram a respeito do mercado digital?

O mercado digital é um NEGÓCIO e todo negócio carrega bastante responsabilidade.

Em poucas palavras, repare a diferença entre produtor e afiliado.

Desafios do Produtor

O produtor que trabalha com produtos físicos enfrenta os mesmos desafios que um empreendedor precisa lidar, como por exemplo controle de estoque, logística, atendimento a cliente, pós venda e tem a responsabilidade com folha de pagamento.

Pensa comigo: se vc tem 300 vendas em média por dia, ao final de 1 semana, são cerca de 2100 clientes diferentes. Agora imagina se metade dessas pessoas entram em contato para pedir informação sobre a compra.

Você precisará recrutar pessoas, treiná-la e, claro, arcar com a folha de pagamento.

Sua equipe precisará estar preparada para separar/embalar produto, responder email, responder whatsapp, postar o produto, prestar atendimento no pós-venda..enfim, você precisará de processos bem criados e uma boa organização na sua gestão.

E então você pode pensar:

“Bom, então o caminho é trabalhar com produto digital! Se for um curso ao invés de venda de produtos físicos como cápsulas, por exemplo? Deve ser bem simples entregar um login e senha e pronto.”

Não, não é bem assim.

Curso digital não enfrenta os mesmos desafios de produto físico, mas também não é brincadeira.

Existe o suporte aos alunos, o cuidado em relação à promessa que sustenta o seu  infoproduto e a necessidade de giro para manter a estrutura que existe por trás de um negócio (equipe, caixa, anúncios, aperfeiçoamento do curso, constante inovação para que se mantenha relevante no mercado, etc).

E o Produtor Digital?

Ninguém vai sair gastando dinheiro por aí, comprando curso a menos que realmente perceba valor e necessidade. E acredite…o esforço para escalar a venda de um curso não é baixo, é um esforço animal.

Você precisará:

E o Afiliado?

O afiliado precisará de muita persistência pois normalmente os bons resultados acontecem quando se atinge uma equação perfeita, o que não é de uma hora pra outra.

E o que isso significa?

Ter um bom produto e impactar o público certo.

Encontrar um bom produto envolve muitos testes e, se operar no tráfego pago, é necessária a mentalidade de que não se está “queimando” dinheiro, mas sim comprando dados.

É praticamente um processo de “mineração” de produtos. Você testará muitos produtos até encontrar aquele produto que gera boas vendas.

Se operar no tráfego orgânico, ou seja, sem investir verba em anúncios, o processo pode ser ainda mais a médio/longo prazo e demandará grandes esforços de marketing digital, criando páginas, produzindo conteúdo e estudando como funciona a dinâmica digital.

Marketing Digital é para qualquer um?

No marketing digital, muitas vezes é necessário dominar copy e tráfego, criar uma página de captura BEM persuasiva, criar lista de email, trabalhar com email marketing, criar página de venda..e isso é só um lado..

Além da estratégia de marketing e venda, existe o pós venda. Considere o suporte para esclarecimento de dúvidas, que é perfeito para ajustar continuamente seu produto ou matar objeções de venda se for afiliado, o que demanda seu tempo e dedicação.

Conseguiu perceber que são muitas variáveis?

Nesse momento, eu sei que vai surgir 2 tipos de pessoa:

– aquela que vai desanimar pois não imaginava que isso tudo fazia parte do pacote;
– e tem aquela pessoa que não tem medo de desafio e vai meter a mão na massa mesmo assim,

Produtor x Afiliado

E para essas pessoas, eu quero deixar os dados apresentados por Ramon Vaialati, o CEO da C2 CPA – uma das maiores redes de afiliado do país.

Repara só esse estudo:

Afiliado ou Produtor

Um produtor com uma receita da anual de 50 milhões, tendo um lucro de 8% e 3 sócios, cada sócio vai levar 1.3 milhões.

Já uma redes de afiliados tipo a C2CPA… com uma receita de 25 milhões e lucro de 8%, 2 sócios..cada um vai levar 1 milhao.

Agora veja o que acontece com os top afiliados da redes deles.. com receita “infinitamente” menor..de 3 milhoes e lucro de 40%..obtem um resultado de 1.2 milhoes

Ou seja, o afiliado não tem dor de cabeça com infraestrutura, não precisa contratar funcionários, nao precisa manter um espaço físico e todas as responsabilidades envolvidas no negócio.

Ele simplesmente manja de tráfego, promove o produto e embolsa comissão dele de quase 50%.

Fica muito mais livre que o produtor e, se algum momento aquele produto parar de converter, ele simplesmente parte para o próximo.

Já o produtor, se algum momento seus produtos pararem de converter e ele não desenvolver um novo produto que venda bem, você já sabe qual o desfecho:
ele terá todo o passivo de estrutura física, funcionários…enfim..toda a responsabilidade de um negócio que precisa levantar caixa e se adaptar continuamente ao mercado.

Então você quer dizer que é melhor ser afiliado que produtor?

Não, isso quer dizer que apesar de estarem num mesmo ecossistema, a realidade do produtor para o afiliado são muito diferentes.

Se você quer construir um legado, criar um produto que transforme a vida das pessoas e consolidar sua autoridade na internet, talvez seu perfil seja mais compatível com o papel de um infoprodutor.

Agora se você não se sente confortável em assumir o papel de liderar um negócio digital como demanda o papel de um infoprodutor, o mercado de afiliados se torna uma grande oportunidade.

Trata-se mais de olhar para seu perfil e identificar com qual perfil você se identifica, pois o que torna o papel de produtor ou afiliado altamente rentável é o nível de dedicação e execução que se empreende no projeto. Já ouviu que não existe fracasso, mas sim desistência?

Pois aqui vai uma dica final: como você vai insistir num projeto se você não se identifica com ele? Chegará o momento que apenas o $ não será motivação suficiente. 

Apaixonar-se pelo processo ao invés de se apaixonar pelo resultado pode ser a virada de chave que você precisa para decolar nesse universo. E isso depende do quão feliz você está no papel escolhido.

E você? Qual é a sua? Você prefere ser produtor ou afiliado? Comente aqui embaixo.

5 Comentários


  1. Gostei do seu site e gostaria de fazer uma parceria, se tiver
    interesse em aumentar o seu número de visitantes reais,
    por favor, me manda um e-mail ou acesse nossa plataforma.

    Responder

    1. Olá, Obrigado!
      Para apresentar proposta de parceria, por gentileza, envie pelo formulário do site e/ou através do instagram @diogoalbrecht

      Responder

  2. To passando aqui de novo, pois já tinha salvo nos meus
    favoritos para ler depois com calma outras postagens.
    Quero te dar uma Sugestão… Como Anda as suas
    Divulgações? Já Pensou em Dar uma Turbinada no Número
    de Visitantes Reais por Aqui? E Quem Sabe Conseguir
    Novos Clientes? Se eu puder te ajudar de alguma forma
    gratuitamente, entra em contato comigo pelo email.

    Responder

  3. Aqui é a Fernanda Lima , gostei muito do seu artigo tem
    muito conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *